já é o ano dezoito. natal e reveillon leves, delicados, cálidos.

entrei no novo ano com esperança. esperança na minha própria coragem. porque não posso querer coragem das outras e dos outros se não me sentir eu mesma forte, destemida.

quero virar esse jogo. quero de volta meu país. digno e justo.

e quero também me manter professora e atriz, fontes inesgotáveis de força.

e mãe, razão maior de ser.

e amorosa, razão de existir.

e  corpo. e escuta.

quero o palco. tenho ganas da cena. e do set. e do estúdio. e da rua.

 

Anúncios