Tags

, , ,

O longa-metragem Menos que nada, escrito e dirigido por Carlos Gerbase, foi lançado no dia 20 de julho passado em quatro diferentes plataformas: salas de cinema, TV, internet e DVD. Agora o filme estará disponível em mais duas modalidades: como série radiofônica e como áudio-filme.

Numa experiência inédita no Brasil, Menos que nada, passou por um processo de adaptação para se tornar uma peça exclusivamente sonora. Para tanto, Gerbase criou um novo roteiro, ao lado da atriz e professora Mirna Spritzer, com  experiência no palco, no cinema e no radioteatro. A direção, além de Gerbase e Mirna, ainda incorporou o talento do cineasta e técnico de som Rafael Rodrigues.

A série radiofônica em sete capítulos de 15 minutos, iniciou a veiculação no último sábado, 11 de agosto, em duas rádios: a Mínima FM (minima.fm), às 18h; e a FM Cultura (107.7), dentro do programa Estação Cultura (entre 18h e 19h). O áudio-filme, com duração de 105 minutos, estará disponível a partir de setembro nas livrarias, proporcionando uma nova opção no mercado crescente dos áudio-livros. A distribuição será da Multilivros.

A série Menos que nada aproveita toda a riqueza sonora do filme e ainda incorpora novos elementos, com uma estética contemporânea. E ainda, incorpora um novo personagem, que não está no filme e que aparece para contar a história.

A série radiofônica e o áudio-filme foram editados e finalizados na DDA Produções, com operação de Ernesto Candal. A edição de som (adaptada do filme) é de Rafael Rodrigues e Kiko Ferraz, que também fez locução. O som original de “Menos que Nada” é do Estúdio Kiko Ferraz. A produção é de Luciana Tomasi. A realização é da Prana Filmes.

Anúncios